«

»

Jun 16

Mapas Portolano: GPS Medieval?

Muitas cartas náuticas da época medieval são cruzadas com uma rede de linhas que se irradiam a partir de pontos selecionados no mapa.

Acontece que as fontes das linhas radiantes correspondem aos principais portos e as próprias linhas registram a bússola magnética rumo a outros portos da região. Assim, para ir de um porto para outro, tudo que um navegador tinha de fazer era colocar o rumo nesses mapas “portolano” (ou “descobrindo um porto”) e trilhar um caminho ao longo dele. Muito inteligente.

A desvantagem desse método, é claro, é que você está seguindo um caminho sem saber para onde está indo, assim como muitas pessoas hoje em dia seguem cegamente as instruções do seu software de navegação GPS – às vezes com um pouquinho de dificuldade. No entanto, dado que isto é de séculos antes que um método confiável e preciso de estimativa de longitude foi desenvolvido, as costas traçadas pelas paradas nesta época podem ter sido de precisão questionável. Talvez tenha sido uma aposta melhor do que confiar nos deuses magnéticos, e “navegar ao longo do rumo 124 até chegar… à costa”.

Via: Highly Allochthonous

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.