GPS e WiFi contra a asma

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0

Tecnologia GPS e Wi-Fi ajudam no tratamento da asma

Se você tem crises de asma, provavelmente não é o único.

Mas, ao menos que alguém perto de você esteja também com um inalador, não se tem como saber se ele é outro que sofre como você.

Isso é um problema para os epidemiologistas também, pois fazem um melhor trabalho quando têm dados para tal.

E é esse exatamente o problema que um ex-pesquisador dos Centros de Controle de Doenças e Prevenção (CDC, na sigla em inglês) pretende resolver com um inalador habilitado com GPS e WiFi.

asma

As crises de asma podem acontecer em qualquer lugar, mas as causas desses ataques podem ser difíceis de definir.

Os pacientes nem sempre comunicam, ou até mesmo não lembram, cada vez que usam o inalador para obter alívio respiratório.

O inalador Spiroscout do Dr. David Van Sickle pretende mudar isso. Usando o Spiroscout é possível registrar o tempo e a posição, enviando esses dados a um computador central para análise.
Esta análise beneficia quem sofre de asma em dois níveis. Individualmente, ele permite que pacientes e seus médicos analisem o uso do inalador, lançando luz sob padrões que podem surgir no uso do inalador ou indicando que talvez o paciente precisa de um ajuste na medicação.

Mas o maior benefício é para a sociedade. Uma vez que os dados são identificados, os epidemiologistas podem analisar as tendências entre grupos inteiros de pessoas com asma.

A partir disso, eles devem ser capazes de identificar certos fatores ambientais e geográficos – áreas onde certas plantas estão presentes, por exemplo, ou quando determinados poluentes são mais presentes – que precipitam os ataques de asma.

Isso poderia levar não só para uma melhor compreensão da asma, mas para uma melhor compreensão da qualidade do ar em geral em uma determinada área.

É a tecnologia ajudando a entender melhor a doença.

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0

Você pode gostar...

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.